14 maio 2012

APRENDA A PERDOAR - AOS JOVENS...

               7 Princípios para Crescer Espiritualmente
4º Princípio: Aprenda a Perdoar  

 A Palavra de Deus é bem clara quando diz: “Então Pedro, aproximando-se dele, disse: Senhor, até quantas vezes pecará meu irmão contra mim, e eu lhe perdoarei? Até sete?Jesus lhe disse: Não te digo que até sete;mas, até setenta vezes sete.” (Mateus 18:21-22), ou seja, Jesus nos ensina que o perdão deve ser cedido não somente uma vez ou duas vezes, porém, dentro de um contexto espiritual, devemos perdoar seja quem for quantas vezes for necessário aquele nos fez algum mal.
 O interessante que este versículo vai na contramão daquilo que o mundo jovem prega, pois normalmente aquele...
jovem que não perdoa e que costuma retribuir com o mal, é visto de forma positiva, porém esta condição é contrária a fé do jovem cristão em relação ao perdão, que independente do que fizeram para ele, sua primeira atitude é orar á Deus, pedir misericórdia por aquela alma, perdoá-lo e seguir em frente, pois ele sabe que espiritualmente quem trabalha contra o perdão é o diabo.
 O Senhor Jesus passou por esse mundo ensinando principalmente o perdão, na verdade, Ele foi o próprio exemplo, pois sendo Ele filho de Deus, poria ter destruído seus agressores, mas não o fez, antes os perdoou e orou por eles, mostrando assim o perdão.
 Todos sabemos que necessitamos do perdão e da misericórdia do nosso Senhor, somos criaturas falhas, sem o perdão Dele jamais alcançaríamos a salvação, nossas almas estariam condenadas ao inferno.
A palavra de Deus nos dá a seguinte orientação: “Antes sede uns para com os outros benignos, misericordiosos, perdoando-vos uns aos outros, como também Deus vos perdoou em cristo.” (Efésios 4:32)
 Por isso não temos o direito de guardar mágoa de alguém, pois já pensou se Deus fosse guardar mágoa de nós? Não seriamos dignos nem pronunciar seu santo nome.
Não importa se te ofenderam, ou quanto essa pessoa está errada, você deve perdoar, pois  único prejudicado é você, quem não perdoa não é digno do perdão de Deus. 
A titulo de exemplo eu só conheci meu pai com 16 anos de idade e no período anterior carreguei muita magoa, rancor, ódio dele devido á não ter me assumido como filho quando nasci, porém o reflexo desta situação era um jovem infeliz, vazio e problemático, embora tentava transparecer um jovem alegre, porém só percebi o quanto mal isto me fazia quando me libertei através da correntes de libertação, daí em diante tudo se transformou dentro de mim, pois o que o kit sofrimento saiu e a amor do Pai fez morada em mim despertando um desejo ardente de perdoá-lo e assim fiz mesmo contra minha própria vontade humana, mas obedecendo a voz da consciência vinda de Deus.
O resultado deste perdão posso apresentar hoje através de uma nova união, amor, carinho, respeito de Pai e Filho, onde as famílias de ambas as partes se conversam e se relacionam tranquilamente.
Apartir de hoje, perdoe tudo e todos...sua vida irá mudar na mais plena certeza de Fé!
Postado por Ob. Luis Mauricio

Um comentário:

  1. Com certeza!
    Para sermos perdoados, temos que perdoar também.

    *Mariana*

    ResponderExcluir