31 outubro 2012

A SEPARAÇÃO DO JUSTO E DO INJUSTO


O PURGATÓRIO
As pessoas geram filhos à revelia sem a mínima noção do destino final de suas almas.
A Terra tem sido o...
...Lugar da Decisão entre a vida eterna e a morte eterna. Aqui as pessoas decidem seguir o caminho da justiça ou da injustiça, da santidade ou do pecado.
As chances de se chegar ao Lugar da Justiça são mínimas.
“…porque estreita é a porta, e apertado, o caminho que conduz para a vida, e são poucos os que acertam com ela.” Mateus 7.14
Em cada 100 ouvintes da Palavra de Deus, apenas 25 são obedientes, justificados e salvos. Imagine o número dos desobedientes somado aos demais que nem sequer ouvem.
Por enquanto, justos e injustos se aturam na Terra. A separação deles se dá com a morte de ambos. Cada um vai para um lado.
A Justiça do Justo Juiz clama pelas almas dos justos, e Seus anjos são enviados a fim de buscá-las para o Lugar de Justiça (céus).
“Aconteceu morrer o mendigo e ser levado pelos anjos para o seio de Abraão…” Lucas 16.22
Mas na morte do injusto não há anjos. Sua alma vai direto para as profundezas da injustiça, o inferno. Não há sala de espera, purgatório ou qualquer coisa semelhante. Na descrição de Jesus não há qualquer menção de lugar intermediário.
“…morreu também o rico e foi sepultado. No inferno, estando em tormentos...” Lucas 16.22
Na Terra, o injusto curtiu a vida na libertinagem, satisfez os desejos do coração, curtiu traições, mentiras, enganos, prostituições, ódio, mágoas, roubos, enfim, toda a sorte de injustiças que contraria a Lei de Deus.
Através de Paulo, o Espírito Santo vai além ao dizer: "prostituição, impureza, lascívia, idolatria, feitiçarias, inimizades, porfias, ciúmes, iras, discórdias, dissensões, facções, invejas, bebedices, glutonarias e coisas semelhantes a estas, a respeito das quais eu vos declaro, como já, outrora, vos preveni, que não herdarão o Reino de Deus os que tais coisas praticam." Gálatas 5.19-21
Na morte dos injustos ou pecadores, o clamor da injustiça (inferno) reclama suas almas. E o Justo Juiz nada pode fazer.
Purgatório é aqui na Terra. Quem quiser ter sua alma purificada de pecados têm de render-se ao Senhor Jesus Cristo e obedecer a Sua Palavra. A fé que justifica o pecador exige a prática da Bíblia.
Quem quiser, pois, salvar a sua vida perdê-la-á; e quem perder a vida por causa de Mim e do Evangelho salvá-la-á.” Marcos 8.35

Nenhum comentário:

Postar um comentário