02 outubro 2012

Segredo da Vitória.


Quando não matam, deixam sequelas.
Assim são as dúvidas, que se manifestam como incertezas e inseguranças.
Como menina dos olhos do diabo, a dúvida é a arma mais letal do inferno.
O ser humano é corpo, alma e espírito. O espírito é responsável pelo intelecto, a parte racional. A alma é o centro das emoções, dos sentimentos e sensações.
A dúvida só tem sucesso com os...
...que ainda são alma. Ela só não conseguiu me destruir porque há muito tempo sou espírito.
Qualquer coisa que suscita dúvida (quer sejam palavras difamatórias, intrigas, fofocas ou notícias tendenciosas) vem do inferno.
A mensagem duvidosa assusta, aterroriza, causa medo, apavora, suscita preocupação, ansiedade, insegurança, enfim, debilita a alma.
Por isso, muitas pessoas até desistem de lutar. Esse é, na realidade, o objetivo da dúvida.
O espírito da dúvida conhece bem a natureza humana. Ela é chamada de adâmica, por ser a mesma desde Adão, o primeiro homem. É terrena, melindrosa, sensível, impressionável e se ofende com coisas banais.
O sensível não tem culpa de ser sensível. Nasceu assim e vai permanecer desta maneira enquanto sua natureza for terrena.
A Bíblia chama a natureza adâmica de alma vivente.
Almas viventes são pessoas que vivem no mundo natural e, portanto, sujeitas aos males naturais.
“Ora, o homem natural não aceita as coisas do Espírito de Deus, porque lhe são loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente.” I Coríntios 2.14.
A menor dúvida já é suficiente para abater o mais sensível valente, pois ele é uma emoção ambulante.
A dúvida é certeira, atinge direto o coração.
O coração, fonte dos sentimentos, é precipitado e, além de corrupto, é corruptor.
Foi feito para sentir, não para pensar.
Como ver-se livre dos seus enganos?
Como defender-se dos ataques contínuos da dúvida?
Só tem um jeito: sujeitar a natureza terrena à fé na Palavra de Jesus para receber a natureza celestial.
Como?
Sujeitar a natureza terrena significa transferir, conscientemente e sem reservas, sua posse para o Senhor Jesus e sacrificar a vida de erros, escolhendo deixar de viver por suas vontades, sentimentos e sensações, para começar a viver pela certeza e confiança na Palavra do seu Senhor. Em uma atitude consciente, escolhe trocar a dúvida pela certeza.
Tal atitude de fé obriga o Espírito Santo a transformar sua natureza terrena em natureza espiritual.
A partir daí ela deixa de ser alma para ser espírito.
Fonte: Blog do Bispo Macedo

Nenhum comentário:

Postar um comentário