05 novembro 2012

AMIZADES QUE VALEM A PENA


A BÍBLIA TRAZ EXEMPLOS DE BOAS E MÁS COMPANHIAS
"Tinha, porém, Amnom um amigo cujo nome era Jonadabe, filho de Siméia, irmão de Davi; Jonadabe era homem mui sagaz." (2 Samuel 13:3) Amnom era filho do Rei Davi, e Jonadabe, seu primo. A relação de amizade entre os dois é um excelente exemplo de má conduta, falta de respeito e deslealdade para com o próximo e a si mesmo.
Quando Amnom falou dos desejos errados que sentia pela irmã Tamar - também filha de Davi -, Jonadabe teve uma grande oportunidade de corrigir o amigo, podendo inclusive, influenciá-lo a não praticar tal maldade. Porém, ao invés disso, preferiu planejar uma ação e ajudar Amnom a executar seu plano ardiloso. "Disse-lhe Jonadabe: Deita-te na tua cama e finge-te doente; quando teu pai vier visitar-te, dize-lhe: Peço-te que minha irmã Tamar venha e me dê de comer pão, pois, vendo-a eu preparar-me a comida, comerei de sua mão." (2 Samuel 13:5) Pondo em prática o plano, Amnom causou uma grande tragédia familiar e as consequências negativas foram inevitáveis. Davi ficou profundamente ressentido, e Absalão, outro irmão de Amnom, o matou (Leia 2 Samuel 13:20-21; 28-31).
Desta feita, o homem, sendo um ser social, necessita das relações humanas para...
...viver. A amizade está inserida em nossas vidas, bem como o amor, o ódio, o medo e tantos outros sentimentos bons e ruins.  E a verdade, neste caso, é imprescindível. Cabe, no entanto, a cada um intervir sobre o que quer para a sua vida. Escolher pessoas que tenham algo de bom para passar e orientar quando mais se precisa é fundamental para que todos tenham uma vida saudável.
Amizades ruins podem trazer desgostos, traições, decepções e levar os supostos amigos a feridas irreparáveis; cicatrizes que saram, mas aparecem, ficando geralmente do tamanho do estrago que provocou.
Amizades verdadeiras olham nos olhos, mostram os erros do outro e solidarizam-se em ajudar a consertar. Amor é o que sente o amigo leal. Foi o que sentiram Davi e Jônatas. Belos exemplos de companheirismo e complacência. A dedicação entre os dois, tão forte e marcante, fez com que ficasse registrada na Bíblia ao longo dos séculos, até hoje.
Jônatas desafiava o próprio pai, o Rei Saul, em favor de Davi. A lealdade recíproca era percebida quando o filho do Rei avisava o amigo sempre que Saul saía em sua caçada. Entre eles havia um pacto, um afeto abençoado e aprovado por Deus. (Leia 1 Samuel 23:15-18)
Solidariedade, carinho, compaixão e consideração são algumas das características de uma amizade verdadeira. Sem ela, a vida se torna vazia, sem graça e sem valor. Quando sentimos afeição por alguém, esse sentimento pode tanto nos tornar heróis como vilões de situações, momentos e nas próprias trajetórias seguidas. O apóstolo Paulo foi cuidadoso em explicar isso aos coríntios: "Não vos enganeis: as más conversações corrompem os bons costumes." (1 Coríntios 15:33)
Isso quer dizer que as más influências, até mesmo entre cristãos, devem ser evitadas. Deus, sabendo disso, sempre fez referências em Sua Palavra sobre as relações humanas. O homem, passível de erro e de influências, precisa ter alguém que, de fato, o repreenda quando necessário, visto que a verdade quando predomina deixa reinar o benefício mútuo: "Como o ferro com o ferro se afia, assim, o homem, ao seu amigo." (Provérbios 27:17)
E nisto Deus é contundente. Sobre a amizade que o desagrada, é enfático ao dizer: "Infiéis, não compreendeis que a amizade do mundo é inimiga de Deus? Aquele, pois, que quiser ser amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus." (Tiago 4:4)
Sendo assim, escolher com cuidado as pessoas com quem vai andar e compartilhar informações, segredos e confidências; valorizar os verdadeiros amigos; repreender quando necessário; e afastar-se das conversas que afetam a fé cristã formam as colunas de sustentação de uma amizade duradoura e abençoada por Deus.
Manter o relacionamento espiritual sobre qualquer relação humana, jamais ocultando ou disfarçando a fé que possui – para não ser ridicularizado ou rejeitado – , pode tornar o mais simples servo em amigo verdadeiro de Deus. Tudo vai depender da fidelidade, temor e fé. Foi desta forma que Abraão formou uma aliança com o Criador, e se transformou em Seu amigo fiel. (Leia Tiago 2:23)
Por isso, se você deseja estreitar sua comunhão com Deus, e tornar-se amigo (a) dEle, participe, neste domingo (04), de uma das reuniões de fé no Cenáculo do Espírito Santo no Rio de Janeiro, na antiga Avenida Suburbana, 4.242, no bairro Del Castilho, em São Paulo, na Avenida João Dias, 1.800, em Santo Amaro, às 9h30, 15h e 18h. No Cenáculo do Espírito Santo do Brás, na Avenida Celso Garcia, 499. Ou em uma Igreja Universal do Reino de Deus mais próxima de sua casa.

Um comentário:

  1. Compartilhe seus links no Betolinks.com.

    Vantagens todos são liberados no mesmo dia e podem ficar até 48hs ou mais.

    Um abraço
    Roberto

    ResponderExcluir