18 dezembro 2012

BRAÇO DIREITO DO REI.


Cidade da Pérsia. Reinado de Assuero e sua esposa, rainha Ester. Braço direito do rei, o malvado Hamã.
Este era o panorama vivido naquela época e que se não fosse a mão de Deus e a coragem de Ester todo povo de Israel teria sido aniquilado.
Vemos como, quando o rei tem ao seu lado um conselheiro maquiavélico, que lhe da conselhos errados e ruins, as consequências desastrosas que isso pode trazer para si mesmo e para quem está ao redor.
Pois o rei confia nessa pessoa e a escuta agindo em cima de tudo que ela lhe diz, foi assim que aconteceu naquele tempo, não fosse o homem de Deus Mordecai ter influenciado a fé de sua sobrinha Ester, não tinha ficado ninguém para contar a história, visto que todo o mal já...
...estava preparado por uma mente perturbada e um coração perverso.
Nos dias de hoje acontece a mesma coisa, aqueles que  tem ao seu lado uma pessoa assim, acabam por tomar decisões equivocadas e prejudicar muita gente.
Veja bem quem está do seu lado e que influencia tem sido na sua vida, se é uma pessoa temente a Deus e espiritual é uma benção, mas se for um Hama, cuidado, não se deixe enganar por tal pessoa, que quer destruir os que são de Deus, talvez por inveja, ciúme, vingança ou simplesmente por pura maldade.
Quantas pessoas tem tomado decisões erradas, até mesmo na obra de Deus sem primeiro verificar se esses conselhos vem de Deus para abençoar, mas para isso você precisa estar atenta e ser espiritual.
Temos o exemplo do conselho que Pedro deu ao Senhor Jesus, quando Ele lhes dizia que era necessário passar muitas coisas e depois ser morto e ressuscitar ao terceiro dia.
 “E Pedro, chamando-o a parte, começou a reprová-lo, dizendo: Tem compaixão de ti, Senhor; isso de modo algum te acontecerá. Mas Jesus voltando-se, disse a Pedro: Arreda Satanás! Tu es para mim pedra de tropeço, porque não cogitas das coisas de Deus e sim das dos homens.”       Mateus 16: 22,23
Se formos pensar com o sentimento diríamos, mas Pedro amava Jesus, queria poupá-Lo, era seu amigo. Mas como Jesus era espiritual, na mesma hora se deu conta que tais palavras não vinham de Deus, mas eram inspiradas pelo próprio mal, e sem hesitar rejeitou tal conselho.
Imaginem se ele pensasse que Pedro era seu discípulo, seu amigo, jamais lhe daria um mau conselho e se deixasse enganar ou persuadir? Não, Jesus sabia exatamente donde provinham aquelas palavras e falou duro para repreender o mal.
Você já imaginou se Jesus tivesse aceitado aquelas palavras?
A humanidade estaria perdida para sempre, e é isso que tem acontecido com muitos por se deixarem levar por palavras maquiavélicas, estão perdidos.
Vejam a diferença, o rei Assuero não tinha discernimento e não sabia filtrar o que escutava, já  a Jesus ninguém podia enganar.
E você se deixa influenciar com facilidade, não tem discernimento de espirito, confia demais nas pessoas, sem analisar? Cuidado com quem fica no pé do seu ouvido!
Nem todos que aparentam ser espirituais o são realmente.
Fonte: Blog Cristiane Cardoso

Nenhum comentário:

Postar um comentário